Tireoide e perda de peso

No universo das dietas, muitos mitos envolvem a questão hormonal e o ganho ou perda
de peso excessivos e repentinos. Hoje vamos trazer alguns dados para ajudar a
esclarecer esses tabus, pois de uns tempos pra cá, vemos um modismo crescente, tendo
muitas pessoas culpando a tireoide como grande vilã na briga com a balança.

Essas pessoas, na maioria das vezes, sequer tem o conhecimento do que é a glândula tireoide e
da sua grande importância em nossos organismos.

Primeiramente, vamos apresentar para você a tireoide: uma pequena glândula em
formato de borboleta que se localiza logo abaixo do famoso “gogó”, parte anterior do
pescoço. Essa glândula, pequena em tamanho, desempenha importantes papeis em
nosso corpo, atuando na função hormonal, essencial a manutenção da nossa boa saúde.
É ela, por exemplo, quem ajuda a regular nosso crescimento quando crianças e também
desempenha funções importantes sobre órgãos como o coração, fígado, rins e até
mesmo nosso poderosíssimo e enigmático cérebro. Age na regulação dos ciclos
menstruais em mulheres e atua diretamente sobre o humor, concentração, memória e
fertilidade.

Tireoide devidamente apresentada, vamos agora falar sobre o que acontece quando essa
glândula, maestra de nossos corpos, entra em disfunção, tanto em excesso de produção
hormonal quanto em déficit. É justamente nesse momento que os diversos mitos sobre
ela e a questão do peso surgem!

Quando estamos em situação de hipertireoidismo (excesso de produção hormonal)
nosso organismo fica mais acelerado, o coração pulsa mais rápido e dificulta boas noites
de sono, causando assim profunda situação de stress. É como se fossemos obrigados a
correr uma maratona contínua, sem poder descansar nem um segundo sequer! Calorões,
fraqueza, intestino solto e sudorese excessiva são sintomas recorrentes. Por isso, nosso
corpo entra em uma situação de “emagrecimento” falsa. Falsa porque não está
queimando gordura nem denegrindo tecidos musculares. Está sofrendo uma crise de
desidratação profunda, onde, com sudorese excessiva e metabolismo acelerado, está
perdendo mais líquido do que consegue repor naturalmente.

O hipotireoidismo (diminuição da produção de hormônios) é exatamente o oposto.
Nosso corpo entra em um estado de marcha lenta, digamos assim. Ficamos mais
sonolentos, menos dispostos, o coração diminui o ritmo dos batimentos, intestinos dão
aquela famosa travada, fazemos menos esforços e por conta desses e outros sintomas
ligados a situação do hipotireoidismo, nosso corpo retém mais líquidos do que
naturalmente temos que eliminar. Causando aquela impressão de inchaço que é
confundida comumente com ganho de peso.


Está desmitificada aqui a questão do emagrecimento ligado as disfunções da glândula
tireoide, uma vez que a pessoa apresentando qualquer dos quadros clínicos que divirjam
de uma tireoide funcionando em estado normal, terá de fazer um tratamento com
acompanhamento médico. Com as medicações e prescrições necessárias para regular as
funções hormonais em dia, manter uma dieta equilibrada, aliada a hábitos saudáveis irão
normalizar a questão da retenção de líquidos, podendo a pessoa, com disfunções da

tireoide, ter resultados excelentes em uma dieta balanceada, tanto quanto qualquer
pessoa que não sofra de disfunções hormonais.

Compartilhe:

Dia dos pais: Melhores idéias de presente

Por que vale a pena cortar o açúcar agora

Be the first to comment “Tireoide e perda de peso”

(will not be shared)

"" was added to wishlist